terça-feira, 27 de dezembro de 2016

ZESCAR TEATRO 2016



O melhor (e o pior) do teatro em São Paulo em 2016 na visão de José Cetra Filho

TROFÉU ZESCAR PARA OS MELHORES DO ANO

            O ZESCAR é minha lista mais pessoal. Já escrevi matérias sobre a dramaturgia brasileira na temporada paulistana de 2016, como também sobre os espetáculos de grupos jovens que marcaram presença no ano. Esta é uma lista que leva em conta os 257 espetáculos a que assisti no ano e nada tem a ver com a minha participação em comissões de premiação onde os premiados são eleitos por votação. Para não ser totalmente injusto, listo também aqueles “perdidos” que julgo terem sido importantes. É incrível que mesmo tendo assistido a 244 peças teatrais ainda restaram algumas que não tive a oportunidade de ver. Distribuo também os RACSEZ para os piores do ano, mas permito-me ser politicamente correto não divulgando essa lista. Meus preferidos são contemplados “virtualmente” com o troféu ZESCAR.
         Essa história do ZESCAR começou com uma brincadeira. Há muitos anos que faço minha lista particular do que considero os melhores do teatro e do cinema. Minha cunhada um dia brincou perguntando quando eu ia distribuir o ZESCAR (amálgama de Zé com Oscar). A partir daí esse se tornou o nome da minha lista e nos últimos anos eu a torno pública através deste blog.      
         O teatro brasileiro ficou mais pobre em 2016 com a partida de tanta gente insubstituível: Consuelo de Castro, Guilherme Karam, Elke Maravilha, Tereza Rachel, Naum Alves de Souza, Flávio Guarnieri, Domingos Montagner, Hector Babenco, Umberto Magnani, Sábato Magaldi, Phedra de Córdoba, Mario Masetti. Isso sem contar as perdas de Edward Albee e Dario Fo no plano internacional.
         Minha lista está dividida em categorias e não há um número certo para cada categoria (se listo só dois é porque foram só eles, assim como posso listar sete ou mais). Por categoria, a lista está em ordem alfabética.

         ESPETÁCULOS:
           
         - Abnegação III – Restos
         - Cachorro Enterrado Vivo
         - Caranguejo Overdrive
         - Dezuó
         - Não Contém Glúten
         - O Avesso do Claustro
         - Os Arqueólogos
         - Salina
         - Sínthia
         - Um Berço de Pedra
        
        
         ESPETÁCULOS MUSICAIS:

         - Auê
         - Dzi Croquettes
         - Gabriela, Um Musical
         - Gilberto Gil, Aquele Abraço – O Musical
         - My Fair Lady
         - O Grande Sucesso
         - O Musical Mamonas
         - Sonhos Não Envelhecem


         DIREÇÃO:
        
         - Duda Maia - Auê
         - Gustavo Gasparani – Gilberto Gil, Aquele Abraço
         - José Roberto Jardim – Não Contém Glúten
         - Kiko Marques – Sínthia
         - Patrícia Gifford – Dezuó
         - Reginaldo Nascimento – Marat-Sade
        


         ATRIZ:

         - Alejandra Sampaio – Sínthia
         - Ariane Hime – Salina
         - Bia Seidl – Não Contém Glúten
         - Carolina Virguez – Caranguejo Overdrive
         - Cristina Cavalcanti – Um Berço de Pedra
         - Denise Weinberg – O Testamento de Maria
         - Nicole Cordery – Alice – Retrato de Mulher Que Cozinha ao Fundo
         - Tatiana Tibúrcio – Salina
         - Jana Amorim – Rocky Horror Show      

         ATOR:
        
         - Chico Carvalho – Peer Gynt
         - Gabriel Miziara – As Ondas
         - Kleber Montanheiro – Hoje É Dia de Maria
         - Lee Taylor – Na Selva das Cidades
         - Leonardo Fernandes – Cachorro Enterrado Vivo
         - Luciano Chirolli – Memórias de Adriano
         - Marcos de Andrade – Blanche
         - Mateus Monteiro – Playground
         - Ney Piacentini - Espelhos
         - Pedro Vieira – Eu Tenho Tudo
                    
         DRAMATURGIA NACIONAL:

         - Alexandre Dal Farra – Abnegação III
         - Cássio Pires – Tiros em Osasco
         - Daniela Pereira de Carvalho – Cachorro Enterrado Vivo
         - Diego Fortes – O Grande Sucesso
         - Grupo Barca do Coração Partido (Criação Coletiva) – Auê
         - Kiko Marques – Sínthia
         - Newton Moreno – Um Berço de Pedra
         - Pedro Kosovski – Caranguejo Overdrive
         - Rudinei Borges – Dezuó
         - Sergio Roveri – Não Contém Glúten
         - Vinicius Calderoni – Os Arqueólogos

         OUTROS DESTAQUES:
        
         - Ana Teixeira e Stephane Brodt (figurinos – Salina)
         - Chris Aizner (cenografia – Sínthia)
         - Daniela Thomas e Felipe Tassara (cenografia – A Tragédia Latino Americana)
         - Gabriel Miziara (cenografia - As Ondas)
         - Gregory Silvar (música – O Testamento de Maria)
         - Marisa Bentivegna (cenografia – Wiosna/iluminação – Sínthia)
         - Telumi Hellen (cenografia – Dezuó)

         ESPECIAIS (PROJETOS E EVENTOS):

         - 20 anos do Guia OFF
         - 3ª MITsp
         - 4º MIRADA - Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos - Sesc  
         - Festival de Curitiba
         - II Mostra de Dramaturgia em Pequenos Formatos do Centro Cultural São Paulo

         ACOLHIMENTO: 

         - Teatro do Núcleo Experimental
            

         ESPETÁCULOS ESTRANGEIROS:

         - An Old Monk (Belgica) – MIT
         - Ça Ira (França) - MIT
         - Fugit (Espanha) – Mirada
         - La Contadora de Peliculas (Chile) – Mirada
         - Psico (Mexico) – Mirada
         - Que haré yo con esta espada? (Espanha) – Mirada
         - Wiosna (Polônia) - Sesc
        

            ESPETÁCULOS TEATRAIS PERDIDOS:

         - A Macieira
         - Coisas Úteis e Agradáveis
         - Esperando Godot (Cesar Ribeiro)
         - Jacqueline
         - O Santo Dialético
         - Pobre Super Homem
         - Solidão
         - Tudo É Jazz
         - Uma Ilíada
         - Vermelho
         - Vermelho Labirinto
         - Wicked

         Foram poucos os concertos, óperas e shows a que assisti neste ano, dedicando meu tempo aos espetáculos teatrais, haja vista a participação no júri de teatro da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Segue abaixo os destaques dentre ao que assisti:
        
         ÓPERAS: Lady Macbeth do Distrito de Mtsensk – dmitri Shostakovich – Teatro Municipal
        
           
         CONCERTOS: Sinfonia nº 2 (Ressurreição) – Gustav Mahler – OSESP. Regente: Marin Alsop
                       
         SHOW: Edu Lobo
           
         DANÇA: Nada a destacar
                    
         RESUMO:

         - TEATRO: 244
         - CONCERTO: 05
         - SHOW: 04
         - ÓPERA: 04
         - DANÇA: -
         - CIRCO: -
         - TOTAL: 257

        
        TROFÉU RACSEZ PARA OS PIORES DO ANO:



E MAIS QUE NUNCA:

VIVA O TEATRO!


27/12/2016

         

               



4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. E viva você, que ajuda na divulgação dessa nobre arte.

    ResponderExcluir
  3. Uau!!! 244 Espetáculos de Teatro!!!
    JOSÉ CETRA, VOCÊ É UM HOMEM DE TEATRO.
    É uma honra tê-lo recebido em UM BERÇO DE PEDRA.
    Obrigada pela dedicação.
    Beijocas. Débora Duboc

    ResponderExcluir